B2Run 2018

INSCRIÇÕES ABREM EM JANEIRO

Conheça os corredores mais rápidos da B2Run!

RUI SOARES

Equipa: Deloitte | Impact Makers

Tempo de prova: 00:18:57

Função dentro da Deloitte: Analista de Business Process Solutions na indústria de Products, Services, Utilities & Resources (BPS- PSUR).

1- O desporto lhe ajuda de alguma forma no dia-a-dia do trabalho?

O desporto é um fator preponderante no meu trabalho, na verdade, sem a corrida tenho a certeza de que não teria o mesmo rendimento. A prática desportiva ajuda-me a começar o dia naturalmente bem-disposto e com um ‘boost’ de energia.

Numa manhã normal, acordo cedo para fazer a primeira corrida. Contemplar o nascer do sol dá-me alento e força para aproveitar o dia ao máximo e obter a máxima produtividade. No final da tarde, com o segundo treino, faço um ‘reset’ e estou pronto a enfrentar os desafios do dia seguinte.

2- Quando o Rui começou a correr?

No 7º ano, com 12 anos, alguns colegas de turma encorajaram-me a participar no corta-mato da escola e eu aceitei o desafio. Acabei por vencer o corta-mato, o que me levou a começar a correr de uma forma esporádica. 

Com as vitórias nos dois anos seguintes, a corrida começou a ser parte integrante do meu dia-a-dia e quando dei por mim estava a acordar cedo, antes das aulas, para correr à volta das muralhas de Évora, a minha cidade: a corrida tinha-se tornado parte de mim. 

Com 15 anos, descobri o Grupo Desportivo Diana e o meu atual treinador. Nesse ano, comecei a correr como atleta federado.

3- Para além da corrida pratica outro desporto?

Atualmente não, uma vez que o atletismo de meio fundo e fundo requer neste momento 100% do meu tempo livre. Na verdade, dispusesse eu de mais tempo livre,mais tempo dedicaria ao atletismo.

4- Treina com frequência? Qual é a periodicidade?

No período que corre, a periodicidade é diária. Se eu disser que corro quase todos os dias do ano, não estarei a exagerar. Ao longo do ano a periodicidade varia e está fortemente relacionada com o momento da época de atletismo. No mês de Agosto tenho o meu período de treino mais soft, em que corro seis dos sete dias semanais.

Com o avançar dos meses, avança a época no atletismo e aumenta também o número de treinos semanais. No final do próximo mês estarei a fazer onze treinos semanais com um dia de descanso a cada três semanas, talvez chegue ainda este ano aos doze treinos semanais.

5- Para o Rui a corrida é....

Para mim a corrida é superação, é transpor os meus limites e ser capaz de fazer hoje o que não conseguia fazer ontem.

___________________________________________

BRIGITTE CARDOSO

Equipa: Fidelidade

Tempo de prova: 00:23:01

Função dentro da Fidelidade: Faço parte da Direção de Auditoria, mais propriamente do Departamento de Auditoria a Processos e Sistemas.

1- O desporto lhe ajuda de alguma forma no dia-a-dia do trabalho?

Sim, pois para além de todos os benefícios associados à prática desportiva, é igualmente uma forma de descomprimir e de manter a minha concentração e foco nos meus objetivos, sejam eles pessoais ou profissionais.

2- Quando a Brigitte começou a correr? Para além da corrida pratica outro desporto?

Comecei a correr por brincadeira e para poder praticar desporto com o meu marido. Uma brincadeira que já tem 5/6 anos e muitos kms acumulados. 

Para além da corrida também pratico natação e bicicleta, fazendo parte da equipa de triatlo do SFRAA da Amadora.

3- Treina com frequência? Qual é a periodicidade?

Quase todos os dias tenho de treinar uma ou mais modalidades, mas confesso que não é nada fácil. Em casa, o meu marido também pratica desporto e ainda temos uma criança pequena...desta forma, tento gerir o tempo da melhor forma possível para que consiga treinar e cumprir com os meus objetivos.

4- Qual seria a sua dica para aqueles colaboradores que têm preguiça de iniciarem uma atividade física ou que iniciam, mas nunca conseguem dar seguimento?

O que lhe posso dizer é que tentem encontrar um grupo com quem possam treinar, pois treinar em grupo e com um espírito divertido é meio caminho andado para despoletar aquele bichinho do desporto.

Tentem também traçar objetivos realistas de modo a não desistir na primeira dificuldade, já que a evolução será uma coisa natural, mas tentem sempre não criar qualquer tipo de pressão.

Acima de tudo, não tornem o desporto uma obrigação e a sigam a velha máxima... divirtam-se!

CONTACTE-NOS

Title